Recadastramento Biométrico: Agendamento, Prazos

A cada dois anos, a população brasileira precisa votar em governantes . O recadastramento biométrico é a nova tecnologia do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Por meio dele os eleitores registram as suas digitais, impedindo a duplicação de títulos de eleitor. Quase 100% do eleitorado no Brasil já cumpriu com o recadastramento biométrico, veja como fazer o seu!

Recadastramento Biométrico

Recadastramento Biométrico

Como funciona o Recadastramento Biométrico?

Inicialmente como um projeto teste, o recadastramento biométrico começou a ser executado em 2008. A princípio somente três cidades do país participaram da iniciativa. 

Colorado do Oeste (RO), São João Batista (SC) e Fátima do Sul (MS), resultaram em pouco mais de 40 mil eleitores cadastrados.

✓ Saiba como usar o site Matrícula Fácil 2019!

Devido ao sucesso do processo tecnológico e da adesão do público, o projeto foi se estendendo em todo o Brasil. Nas eleições de 2016, para a escolha de prefeito e vereadores, a biometria chegou a 1.541 municípios. O que significa 32,13% da população apta a votar.

O principal objetivo do recadastramento biométrico é garantir que não haja duplicidade de título eleitoral. Isto é, que a mesma pessoa cadastrada seja a pessoa que cumpriu com seu papel de eleitor. Pois há indícios de fraudes nos títulos afim de aumentar os votos para determinados candidatos.

Saiba como ser fiscal do ENEM 2019!

Com a biometria, as chances de uma fraude nesse sentido são praticamente nulas, já que é feito o reconhecimento das digitais que não podem ser falsificadas.

Além disso, fica registrado todos os dados do indivíduo e foto para identificação. Sem a necessidade de carregar consigo o título de eleitor.


Documentos para Recadastramento Biométrico

Para realizar o seu cadastro, o eleitor deve portar alguns documentos básicos para identificação. O processo é bem simples, não exige a emissão de certidões atípicas. E vale lembrar que é feito de forma gratuita.

Os documentos para recadastramento biométrico são:

  • Comprovante de endereço em nome do eleitor: contas de água, luz, telefone, celular, bancárias etc., desde que contenha nome e endereço e seja recente (com menos de três meses);
  • Apenas um dos documentos de identificação abaixo:
  • RG original ou;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social ou;
  • Carteira profissional emitida por órgão criado por lei federal (OAB, CRM, CREA, etc) ou;
  • Certidão de nascimento ou;
  • Certidão de casamento;
  • Comprovante de quitação do serviço militar (homens com idade entre 18 e 45 anos) para o primeiro título;
  • Título de eleitor e comprovantes de votação, se possuir.

Para a emissão da primeira via do título de eleitor, não será aceita a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Pois, nesse documento não contém informação sobre a nacionalidade/naturalidade do indivíduo.

✓ Faça AQUI o cadastro no CadÚnico 2019!

O passaporte somente será aceito se for o modelo que contenha também a filiação. É importante dizer que todo documento apresentado deve conter nome atual e sem abreviaturas (inclusive de filiação). Caso não possua, deverá ser apresentado um documento complementar que contenha o nome completo.


Agendar Recadastramento Biométrico

O último prazo recadastramento biométrico aconteceu em maio de 2018. A divulgação é que um novo período para o recadastramento biométrico recomece em novembro de 2018.

Até porque em 2020 haverá novo período de eleições, e a ideia é que o maior número possível de cidades sejam atingidas.

O eleitor precisa agendar recadastramento biométrico no seu cartório eleitoral, ou em unidades do Poupatempo que prestam serviço eleitoral.

Clique aqui e solicite o agendamento para recadastramento biométrico!

Este processo é realizado no mesmo dia e o eleitor não precisa aguardar confirmação. Normalmente quando iniciam os períodos para o cadastro, a administração da cidade realiza campanhas e divulgações para que toda a população possa realizar o serviço.